sábado, julho 19, 2008

quinta-feira, julho 03, 2008

E por falar em falta do que fazer...

Baixar arquivo na internet pode virar crime

Tá, agora é hora de sacanear, digo, comentar a notícia. Ora, acho que todo mundo está careca de saber que controlar qualquer coisa na internet tem o mesmo nível de dificuldade de, digamos, abrir o Mar Vermelho. Sabendo disso, o que pode ter passado na cabeça dos exelentíssimos senhores senadores para perderem seu tempo com semelhante estupidez? Aqui tentarei chegar a algumas teorias.

Sim, teorias. Pois nunca se sabe o que eles têm na cabeça além de um monte de frases decoradas, a maioria delas de significado totalmente desconhecido para muitos deles até. .

Não vou perder meu tempo dizendo que os caras puxaram um cigarrinho do capeta e começaram a pirar. Isso não tem graça e já é piada velha. Começarei imaginando a seguinte situação: Um distinto senador está a frente de seu computador pessoal conversando amigavelmente com uma pessoa supostamente do sexo feminino, supostamente bonita e supostamente portadora da carteira de identidade que lhe confere apenas 18 aninhos. Sim, senhoras e senhores! O homem está a paquerar! Deve ter-se cansado da bruaca velha e cheia de pelancas que é obrigado a comer todos os dias e decidiu usar esse meio, até certo ponto, impessoal, para suas puladas de cerca. Diremos então que a suposta moça de supostos 18 anos "caiu na lábia do velho" - por favor, não riam agora. Marcam um encontro num discretíssimo hotel no centro da cidade onde o distinto senhor vai primeiro, apresenta a carteira de identidade do irmão gêmeo - foda-se a forçação de barra! - e aluga um quarto.E fica lá, sentado na beira da cama fuma um cigarro atrás do outro enquanto tenta repassar a lista de remédios que trouxe em alfabética, entre eles Viagra e Ciallis... Depois de quase duas horas eis que surge nossa moça! O velho quase não se contém de excitação e pula para cima dela, apalpando-a e arrancando-lhe a roupa. Pra falar a verdade mal olhou pra cara da dita. E no meio da confusão, já na cama, e rezando para que os remédios funcionem o homem decide olhar pra cara da menina e descobre que é sua sobrinha, estudante de Aquitetura, que no ano passado ganhou um carro novo de presente de aniversário. Carro dado por ele, óbvio...

Segunda situação: O cara está baixando o mais novo filme pornô da Rita Cadilac, porém, quando o abre, descobre que seu conteúdo é tão somente os episódios dos Flintstones! Isso não é pra deixar qualquer um doido?

Pra terminar e falar um pouco sério - só um pouco - se é pra tipificar crimes virtuais não dava pra se fazer uma pequena pesquisa sobre o assunto antes de partir pra generalização total? Eu sei que é difícil. Eu mesmo sou um preguiçoso de marca maior. Mas sei lá, acho que qualquer moleque estaria mais apto a isso do que um bando de senadores que mal ficam na frente de um PC.

Pensando melhor, acho que moleques não gostariam disso não... Mas eu já não sou um deles há muito tempo!