terça-feira, outubro 24, 2006

Sanctuary

Não sou um grande admirador de quadrinhos. Verdade é que o gênero pra mim sempre foi ligado à histórias infantis cheias de figuras excessivamente coloridas e em poses mais que esdrúxulas. Vez por outra ia a alguma banca e tentava ver qualquer coisa de X-men, Homem Aranha e afins. Mas sempre parava nos desenhos estranhos e histórias idiotas.

Então, certo dia, me indicaram um mangá chamado One Piece. Eu, que sempre havia gostado de desenho japonês até que achei o dito interessante, embora muito juvenil ainda. Mas tudo bem, comecei a ler aquilo assim mesmo.

Dia desses passei novamente por uma banca atrás do suplemento literário do jornal de sábado(temos que fiscalizar a concorrência!) e dei com a figura ao lado. Era uma revista bem grossa, o que pra mim significava muita coisa pra ler numa tarde morosa de sábado. Comprei a dita e fui pra casa ler jornal e mangá.

Tratava-se de uma espécie de história policial cujos principais personagens são um mafioso e um aspirante a político. Ao que tudo indica o cerne da história trata de um plano para levar o segundo personagem a primeiro ministro do Japão. Então o que não faltam são intrigas políticas e a esperada dose de violência em enredos desse tipo.

Mas nada de personagens pegando fogo e disparando raios com as mãos, tão comuns em quadrinhos. Os ossos quebram-se mesmo e ninguém se cura milagrosamente.

Contudo o que me prendeu foi esse plano dos dois personagens de passar por cima de estruturas políticas já a muito assentadas num país que prima ao mundo por ser uma sociedade tradicionalista. Não se explica muito bem suas motivações. O pouco que se mostra está nas falas do mafioso que diz querer "dar um herói aos jovens" ou quando explica porque entrou para o crime, onde pode em um dia fazer algo que um homem levaria trinta anos.

Talvez seja cedo para elogiar, mas de qualquer modo vou atrás dos próximos números.

6 comentários:

Menina Crescida disse...

Ahhh que saudade de ler os gibis da Mônica!!!!

Gabriela Iscariotes disse...

Bem que eu te falei: quem diz que "manga é tudo a mesma bosta, só tem menina de olhão, cabelo espetado e colorido soltando raio pela mão" fala sem conhecer.

Regis Soares - Repórter disse...

vou te chamar pra comentar no BHQ+

Daniel disse...

Maicou, seu velho coiote!
E aí velho, que que tu tá fazendo? Cadê os novos textos?
Fui!

Gabriela Iscariotes disse...

Ô, Régis, rola de arrumar uma boquinha no BHQ+ pra mim também?

PPSiruffo disse...

Rola sim, Gabi! Precisamos revigorar o BHQ+