sexta-feira, março 16, 2007

Formaturas Fluminenses.

Bem, como muitas pessoas próximas a mim sabem, semana passada fui à festa de formatura de minha irmã na "belíssima" cidade de Campos de Goitacazes, Rio de Janeiro. Tá, a cidade é uma merda mesmo, mas era à noite e fui poupado de eventuais pioras na paisagem.

Imagino que alguns agora queiram saber como foi a tal festa. Mas pensei em fazer algo melhor do que simplesmente contar a vocês sobre roupa apertada, cerveja quente e funk no final da noite. Inspirado na postagem "Manual Prático de Cultura Pop", de minha humilde autoria e cujo link não irei pôr devido a preguiça extrema, resolvi explorar certos pontos dessas reuniões tradicionais.

1 - Escolha sempre aquela roupa que você nunca usa mesmo. Aquelas que sempre apertam e te fazem parecer um boneco quando está andando. Acho que deriva daí o tal "andar elegante". Fora o fato de que o criador dos sapatos deve ter sido algum torturador ou coisa assim.

2 - Fique o mais longe possível de seus familiares, a não ser que deseje que sua mãe o empurre para dançar o Bonde do Tigrão lá pelas tantas da madrugada.

3 - Se você for homem é melhor se conformar e ficar bebendo calmamente num canto, pois mulher nenhuma vai te dar conversa. Elas preferem ficar fofocando entre elas do mesmo modo que fazem todos os dias, sabe-se lá o motivo disso. Ou sua querida irmãzinha já fez o favor de acabar com sua imagem antes mesmo de sua chegada.

4 - Comida de festa de formatura é sempre boa depois de uma tarde e uma noite inteiras sem pôr nada no estômago. Infelizmente não foi o meu caso.

5 - Por último, já que você não vai pegar ninguém mesmo - se for homem, é claro - fique o mais perto possível do ponto de onde saem os garçons com cerveja. Será o melhor lugar com certeza.

Por hora é o que eu posso dizer. Já estou até pensando em fazer uma segunda edição atualizada do Manual Pop. Acho que vou fazer mesmo...

2 comentários:

Tio Xavier™ disse...

Já escrevi uma ou duas vezes sobre festas de formatura. Caro amigo, independente dos trajes, do local e da qualidade do buffet não adianta: as pessoas são mesmo bregas.

É notório que nas festas de formatura as pessoas almejam encenar uma nobreza que jamais terão. E o resultado é castrófico sempre.

Daniel disse...

Ô Maicou, cê pode fazer tipo o Ed Motta, e fazer o Manual Prático para Formaturas, Festas de Quinze Anos e Afins.