quinta-feira, novembro 02, 2006

"Glória Maria faz jejum de 10 dias." E eu com isso?

Mais uma dessas coisas estranhas que se encontram por aí. O link da reportagem é este. Antes que me perguntem, achei isso na página principal do Terra... Fala de uma espécie de tratamento que a chata-mor do Fantástico anda fazendo para, no que ela diz, purificar o organismo. Muito natureba, não é?

O problema é isso tornar-se motivo para gente compor tantas linhas. Podem me chamar de careta, chato e ranheta. Podem até dizer que a seção "Gente & TV" é pra isso mesmo. De qualquer jeito, me assusta esse negócio de jornalista ser motivo pra notícia e não o contrário. Essas coisas acabam dando uma percepção errada do que é o jornalismo. As pessoas em casa ficam achando que todos os jornalistas viajam muito e conhecem milhões de pessoas, que são extremamente comunicativos e joviais. E, principalmente, ganham horrores para fazer as palhaçadas que a senhora Glória Maria faz.

Ora, nada mais falso! A maioria de nós não passa de loucos estressados, que mal dão bom dia à mulher ou o marido quando vão trabalhar. Ganhamos mal e somos apontados como inúteis! Não é raro dizerem que um economista falaria melhor do seu assunto que um jornalista. Mas vá ler a bela merda que um economista escreve num jornal!... Isso dentre outras coisas as quais não cabe discutir agora.

Não sei como a Glória chegou onde chegou e nem me interessa saber. Não gosto do tipo de jornalismo que ela faz, tentando extrair uma emoção forçada das coisas em lugares nos quais a maioria das pessoas nunca estará. Parece uma agente de turismo de luxo e não uma jornalista. Acredito no que disse Graciliano Ramos quando era editor de jornal: "Evite os pontos de exclamação porque só idiotas se impressionam por qualquer coisa." A senhora Glória faz o contrário. E ganha muito dinheiro e páginas nos jornais com isso.

5 comentários:

senhorita disse...

E eu com isso, também!!!!
e continua a colonização do espaço público pela vidinhas privadas de merda!!!

Menina Crescida disse...

Honestamente? Eu nem associo a Glória Maria ao jornalismo sabe? Como se ela não representasse a categoria mesmo, não porque eu não ache que ela é boa profissional, mas porque sei lá... Pra mi jornalismo é outra coisa, que talvez eu nem saiba o que é, mas alí no Fantástico não é o que me parece. Agora vamos combinar: cada dia mais eu chego à conclusão que ser celebridade é uma bosta, com o perdão da palavra, ninguém pode arrotar, peidar, "fazer um amorzinho" na praia, terminar um relacionamento ou pular uma cerquinha básica que tem um monte de gente que diz: "ah, mas ela é uma pessoa pública"... Ah que saco, deixa a mulé fazer jejum, deixa ela desaparecer, eu não vou emagrecer uma grama com isso (e olha que viria a calhar...)

Milena Almeida disse...

Também me fiz a mesma pergunta. Aliás, acho que o jornalismo no Brasil está tomando um rumo um tanto quanto sensacionalista e especulativo. Sim, o povo acha que ser jornalista é ser celebridade. Mas, nem todos nós somos Glória Maria... Bjins!

Gabriela Iscariotes disse...

Como bem disseram as moças aí em cima: Glória Maria é celebridade, não é jornalista (já vi mais matérias especulando sobre a real idade dela que sobre o seu trabalho). E idiota é quem assiste e dá moral para aquela merda que é o Fantástico.

Thatiana, da PI disse...

Michel, achava a Glória Maria uma imbecil! Mas depois que soube que ela foi presa nos EUA por não querer mostrar o passaporte a um policial (pra que não descobrissem sua idade), passei a achá-la imbecil e louca. Um agravante: ela confessa que usa táticas para confundir a própria mãe e evitar que a pobre genitora se lembre da idade dela e conte a alguém! Uma pessoa dessa deve ter tendências homicidas!